sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Bons exemplos que vêm de cima

Hoje de manhã cheguei ao carro e reparei que um dos faróis da frente (com apenas um mês de vida) estava raspado, cortesia de um "encosto" dado por outro condutor enquanto estacionava a sua viatura. estava eu a debitar uns quantos palavrões quando reparei que o condutor "faltoso" tinha deixado um papelinho no meu limpa pára-brisas relatando o sucedido e apresentando o número de telefone de contacto. Liguei para o tal número de telefone, com o intuito de esclarecer a situação, e qual não é o meu espanto quando do outro lado da linha me atende... o Ministro da Defesa!

Além de prontamente se ter disponibilizado para custear o arranjo do farol, o Dr. Severiano Teixeira ainda me confidenciou que não quis fugir à sua responsabilidade pois já tinha sido vítima de uma situação semelhante (neste caso, sofrendo o mais tradicional toque e fuga) e obviamente não tinha achado graça nenhuma.

Uma postura assim (séria e honesta) é digna de ser registada, sobretudo vindo de alguém da classe política, que normalmente é (com alguma justiça) criticada nas conversas de café dos Portugueses. Como acredito que os políticos não são todos iguais, deixo aqui este bom exemplo vindo de quem tem a responsabilidade de nos governar.

2 comentários:

J disse...

ui é só idoneidade desse senhor...ou umbigo.

"o Dr. Severiano Teixeira ainda me confidenciou que não quis fugir à sua responsabilidade pois já tinha sido vítima de uma situação semelhante"

É o costume só de vez em quando é que tem contacto com a realidade terrena.

Pedro Gomes disse...

J, não percebo tanta azia. Num país em que tanta tanta gente nem um papel deixa (mesmo que não paguem nada), é de louvar quem o faz. Demosntrou respeito pelo próximo, não vejo qualquer umbiguismo aqui.

Obviamente que o gesto terá mais valor ainda se o ministro pagar do seu bolso, em vez de recorrer ao dinheiro do ministério. Neste caso, estarei a pagar a reparação a mim próprio :)